Compartilhamento de aeronaves: três perguntas que você deve fazer antes de fechar o negócio

Líder-Share---compartilhamento-de-aeronaves

Muito comum na América do Norte e Europa, o compartilhamento de aeronaves tem ganhado força no Brasil. Boa parte desse crescimento pode ser creditada à busca das empresas pela redução de custos durante o período recessivo. Com este foco, os operadores têm optado por compartilhar a aeronave para otimizar investimentos, sem abrir mão da segurança.

Existem diversos modelos de compartilhamento. De forma geral, o serviço é oferecido por empresas especializadas em aviação executiva, e os clientes que entram no programa têm direito a uma determinada quantidade de horas de voo e, em contrapartida, dividem as despesas operacionais.

Mas cada empresa tem particularidades próprias e, antes de escolher um programa de compartilhamento, é fundamental pesquisar sobre a empresa e avaliar detalhes que podem fazer toda a diferença no futuro. Listamos abaixo três perguntas que você deve fazer à empresa que pretende contratar.

1- Como o programa é regulamentado?

No Brasil, existem diversas formas de regulamentar a propriedade compartilhada de aviões ou helicópteros. Algumas empresas, por exemplo, optam por criar uma pessoa jurídica e constituir uma sociedade entre os cotistas. Além de mais burocrático, esse modelo não deixa clara a responsabilidade civil de cada um sobre a aeronave, sobretudo em caso de incidentes ou acidentes.

Para evitar essa situação, o ideal é optar por um modelo de compartilhamento em que a própria empresa de táxi-aéreo se responsabiliza pela operação da aeronave perante os órgãos reguladores, como é o caso do Líder Share, programa de compartilhamento da Líder Aviação. Isso traz ainda mais segurança ao usuário, já que a operadora – por ser uma empresa de táxi-aéreo – segue a legislação do setor (RBAC 135), e não a de operador privado (RBHA 91).

 

2- Quem gerencia a aeronave?

Além da segurança, ter uma empresa de táxi-aéreo operando sua aeronave resulta em mais comodidade. É inegável que a aviação executiva proporciona mais agilidade e uma série de benefícios, sobretudo num país de dimensões continentais como o Brasil. Mas cuidar de um avião ou helicóptero significa administrar diversos fatores, como renovação de seguro, manutenção, contratação e treinamento de pilotos, elaboração de plano de voo, entre outros. Por isso, quando essa responsabilidade passa a ser do operador, o usuário só precisa se preocupar em agendar o voo. Menos tempo lidando com burocracia e mais tempo para cuidar do negócio.

 

 

3- Qual é o tempo de espera?

A maioria dos programas de compartilhamento do mercado capta recursos dos investidores e só adquire a aeronave depois de conseguir todos os cotistas. Em outros casos, negociam cotas de usuários que estão vendendo sua parte na aeronave. Em ambas as situações, o processo é burocrático e pode demorar meses até que as negociações – sejam com a fabricante ou com o cotista – sejam concluídas e o operador possa finalmente voar.

Como alternativa, alguns programas oferecem um “direito de uso” da aeronave, durante um período que pode variar de um a quatro anos, como é o caso do Líder Share. Neste caso, como a Líder já é a operadora da aeronave, a entrada é imediata. Basta assinar o contrato – cuja validade pode ser de 1 a 5 anos – e começar a utilizar o serviço.

Além de mais agilidade, esse formato de compartilhamento tem o melhor custo-benefício do segmento. Afinal, a cota de um jato médio, por exemplo, pode custar cerca 3 milhões de dólares (para quatro cotistas). No Líder Share, o usuário pode utilizar uma aeronave para seis passageiros pagando um buy in de USD 295.000,00, ou seja, menos de 10% do valor de uma compra compartilhada.

O compartilhamento de bens e serviços é uma tendência global e ganhará cada vez mais adeptos. Mas, quando se trata de uma aeronave, é fundamental avaliar com cautela as empresas e as ofertas disponíveis, para poder usufruir de toda a segurança, comodidade e economia que esse modelo oferece.

Saiba mais sobre o Líder Share, programa de compartilhamento de aeronaves da Líder Aviação.

 

Confira na Líder Aviação os melhores serviços de aviação executiva. Siga-nos no Twitter e Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *