Caçada no mar

king-Air---blogSobre as águas geladas da Noruega, o novo King Air 350ER da Sundt Air monitora a poluição por óleo, buscando brilhos indicadores que revelam vazamentos de navios cargueiros e plataformas marítimas. Operando sob a direção da Guarda Costeira, a tripulação do King Air também lida com outras tarefas críticas, incluindo patrulhamento de fronteira, inspeção de pesca e busca e resgate.

Operado tipicamente cinco dias por semana, as missões às vezes cobrem quase 6.000 milhas quadradas em uma jornada de 10 horas. Seis pilotos e diversos membros da tripulação dão suporte às operações a partir do movimentado Aeroporto de Bergen.

“O King Air 350ER é ideal para a missão, principalmente devido a sua capacidade de longo alcance, autonomia e confiabilidade”, afirmou Tom Wike, gerente de operações de voo da Sundt Air.

Para realizar as missões especializadas, a Sundt Air trabalha em conjunto com a Missão Especial da Noruega (NSM), especialistas que concebem, desenvolvem e dão suporte aos voos de inspeção e sistemas de vigilância aérea.

A Sundt Air equipou seu King Air 350ER com o Sistema de Vigilância Aérea de Aeronave de Patrulhamento Marítimo “Sea Hunter 8000” da NSM, que auxilia a tripulação a detectar e a documentar poluição e pesca ilegal, além de ajudar nas operações de busca e resgate.

O console de cabine com tela dupla sensível ao toque do sistema conecta os principais sensores da aeronave, que incluem radar com visão aérea lateral e câmera de infravermelho com visão frontal, que ajudam na identificação de objetos, poluição e embarcações.

A tripulação consegue marcar áreas no mapa com precisão, obter imagens em vídeo e fotografia, assim como ampliar a imagem para ter uma visão mais próxima, permitindo examinar um vazamento de óleo, ou o que está a bordo de um navio. Os sensores são capazes de monitorar alvos, mesmo à noite e em condições de visibilidade baixa.

O King Air também está equipado com um transponder com sistema de identificação automático (AIS) para obter a velocidade, curso, posição e identificação da embarcação. Essas informações são valiosas principalmente para o monitoramento e rastreamento de atividades de pesca na região costeira.

Um dos locais inspecionados pela Sundt Air em intervalos de poucos meses é o Aeroporto Svalbard da Noruega, imediatamente ao norte do Círculo Ártico. O King Air ajuda a tripulação a superar os incríveis desafios de uma operação em clima frio: temperaturas congelantes de -20° F, condições de gelo e visibilidade próxima de zero.

“No Mar do Norte, há também o sal e os ventos fortes, tipicamente de 30 a 40 nós e chegando algumas vezes a 60, 70 ou 80 nós quando há pressão baixa vindo do norte. O King Air é bem adaptado para as condições extremas”, afirmou Wike.

Confira na Líder Aviação os melhores serviços de aviação executiva. Siga-nos no Twitter e Facebook.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.